segunda-feira, 27 de junho de 2011

CARTA DE AMOR PARA O MEU MELHOR AMIGO




Lulu, esses dias tenho pensado no quanto você é essencial para minha vida. Eu sempre achei isso e nunca fiz questão de esconder, mas na última quarta isso ficou claro novamente. Eu tive um dia super cansativo, passei e tarde estudando, mas conseguia ficar feliz só de lembrar iria te ver. E foi lindo... meus dias com você são sempre cheios de alegria, ainda que você insista em demonstrar mau humor!

Quanto mais o tempo passa, mais as coisas fluem (graças a Deus) e você permanece intacto nos seus sentimentos. Com você eu sempre dou conta, não tem dor, não tem conflito, é só felicidade! É claro que você já sabe, mas preciso reiterar que você amacia demais a minha dureza! Lembrar da sue existência deixa tudo insignificante...

Quando o mundo parece desmoronar você diz para eu me lembrar da fluência das coisas. Não tenho como agradecer por você aturar choros incontidos em público, suportar meu gênio excêntrico, aceitar que eu atravanco sua vida sentimental e revisar meus trabalhos acadêmicos! Se é verdade que toda mulher tem um “homem da sua vida” eu já desisti de encontrar, porque ele é você! Ainda que de um jeito meio torto! Obrigado por fazer a minha vida mais feliz, por me fazer acreditar que existem pessoas no mundo que possam ter tantas qualidades quanto você. Já vivemos tanta coisa juntos que eu já não sei os momentos mais significativos.

Sei que temos divergências enormes, políticas, ideológicas, religiosas, musicais, sentimentais, intelectuais...mas tudo isso é irrelevante perto do que sinto por você. Acho que posso morrer por agora só de ter tido a possibilidade de viver um amor tão sublime, tão cheio de entrega. É maravilhoso encontrar um homem que gosta de você indiferente do que você tem entre as pernas! Acho que nunca mais vou encontrar alguém assim. Minha cota de sorte eu já estourei quando te conheci! Obrigado por não me reduzir a um pedaço de carne e gostar dessa Barudinha toda torta e cabulosa!

Te amo querido!
Nat

Um comentário:

Lucas Souto disse...

É, Barudinha... muita baranguice no coração! \o/ rs